(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Salmonella: o que é, como acontece e como tratar

Salmonella: o que é, como acontece e como tratar

Também conhecida por salmonelose, a salmonella pode ser confundida facilmente com outro tipo de gastroenterite, já que os sintomas são próximos. Sendo assim, a única maneira de ter um diagnóstico exato é consultando um médico e realizando os exames corretos. Entenda ao longo do conteúdo de hoje do CCD o que é o problema, como ele acontece e o que deve ser feito para tratar. Boa leitura!

A salmonella

A salmonella nada mais é do que um tipo de bactéria que é ingerida através de alimentos contaminados.

É um tipo de infecção considerada perigosa e forte, pois ela tende a se espalhar de maneira rápida para diversos órgãos, podendo ter consequências graves que podem levar o paciente à morte, como por exemplo a febre tifóide.  Em casos mais simples, o médico pode tratar especificamente os sintomas do problema, facilitando a recuperação do paciente.

Como identificar a salmonella?

É sempre importante deixar claro que o diagnóstico deve ser feito por um especialista, mas existem alguns pontos que podem facilitar o reconhecimento do problema, como:

É importante ressaltar que os sintomas tendem a surgir até 10 dias após o consumo do alimento contaminado. Podem permanecer por um tempo que varia entre 5 a 7 dias, até completar a recuperação do paciente. Por isso, busque sempre o médico ao notar qualquer mudança no organismo, já que pode se tornar um problema grave.

Confirmando o diagnóstico

Como falamos acima, o problema pode ser confundido com outras doenças em função dos sintomas. Desta forma, para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar um exame de fezes, onde é possível identificar as bactérias presentes.

Ao identificar a bactéria que causa a salmonella, o médico pode passar o tratamento adequado para eliminá-la e/ou tratar os sintomas do problema.

Buscando auxílio médico

De modo geral, para tratar a salmonella não é necessário ter uma internação, porém, é fundamental buscar o médico para evitar que o problema se torne algo mais grave.

Além de receitar remédios próprios para tratar o problema, o médico pode passar uma dieta restritiva e com muito líquido.

Informação relevante: É extremamente importante ressaltar que a doença pode ser ainda mais séria em mulheres grávidas e idosos.

É possível evitar a salmonella?

Por último, mas não menos importante, vamos cessar uma dúvida muito comum, que é sobre ser possível ou não evitar a salmonella.

É possível reduzir as chances de contrair a doença seguindo alguns hábitos, que são:

– Evitar o consumo de alimentos crus – como carne vermelha, por exemplo;
– Lavar bem as frutas, verduras e vegetais antes do consumo;
– Manter os produtos sempre na temperatura adequada dentro da geladeira;
– Lavar bem as mãos após ir ao banheiro, após mexer em lixo, tocar em animais e, principalmente, antes de manusear os alimentos;
– Evitar o consumo de alimentos considerados não pasteurizados.

Seguindo esses hábitos e mantendo  as chances de contrair o problema são reduzidas. Para mais informações, converse diretamente com seu médico.

Esperamos que o material tenha te ajudado a cessar suas dúvidas sobre a salmonella, que ainda hoje é rodeado de diversos mitos e verdades. Para informar amigos e familiares, compartilhe nas suas redes sociais. Se restar alguma dúvida, entre em contato conosco deixando seu comentário. Até o próximo conteúdo.