(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Tudo que você deve saber sobre Endometriose Intestinal e seu tratamento

Tudo que você deve saber sobre Endometriose Intestinal e seu tratamento

A endometriose afeta um número significativo de mulheres. Só no Brasil, cerca de 6 milhões passam pelo problema. Ela ocorre quando o endométrio, que é um tecido que reveste o interior do útero, sai da cavidade uterina onde deveria permanecer e alcança os órgãos vizinhos. Quando afeta o intestino, causa a chamada endometriose intestinal, e é sobre ela que esse artigo irá tratar.

Essa anormalidade causa sintomas dolorosos nas mulheres, mas a boa notícia é que há tratamento para a questão. No caso da endometriose intestinal, o problema afeta tanto o sistema digestivo, alterando seu fluxo, quando o reprodutivo. Saiba mais detalhes importantes sobre a doença a seguir.

Como identificar a Endometriose Intestinal

O corpo humano é como uma máquina perfeita, e quando algo não está funcionando bem, é comum que o problema seja sinalizado com dor. Logo, quando ocorre do endométrio alcançar o intestino, há dor abdominal intensa.

O funcionamento intestinal também é comprometido, podendo ocorrer tanto dificuldade de evacuar quanto diarréia persistente, bem como presença de sangue nas fezes, náuseas e vômitos.

Durante a menstruação, mulheres que apresentam quadro de endometriose intestinal podem ter sangramento pelo ânus.

Como diagnosticar o problema?

O primeiro passo ao identificar qualquer um dos sintomas citados acima é procurar um médico Ginecologista que fará a primeira avaliação e trabalhará em conjunto com o Coloproctologista. Diante da apresentação dos sintomas, eles solicitarão exames de imagem para a região do útero e proximidades, a exemplo da ressonância magnética, ecografias e videocolonoscopia. Esses exames podem possibilitar a visualização do tecido endometrial aderido ao intestino, e darão mais suporte ao médico para iniciar o tratamento.

Tratamento 

Os tratamentos propostos para a endometriose intestinal variam, e dependem do estado de avanço do tecido de endométrio sobre o intestino e do seu comprometimento. Ele pode começar por regulação hormonal  nos casos mais simples, mas em muitas pacientes pode ser necessário cirurgia, que é feita por laparoscopia e com uma equipe multidisciplinar – Ginecologistas e Coloproctologistas.

Para qualquer caso, é importante ter um acompanhamento médico de qualidade  que  identifique  e resolva o problema de forma rápida e segura. Em Brasília, o Centro de Cirurgia Digestiva (CCDDF) conta com médicos capacitados para tratar casos de endometriose intestinal.