(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Você já ouviu falar em síndrome de má absorção?

Você já ouviu falar em síndrome de má absorção?

A Síndrome da Má Absorção Intestinal é um problema pouco conhecido e falado, mas que merece bastante atenção, já que pode causar sintomas que vão de cólicas abdominais a sintomas mais graves, como desnutrição e perda de massa muscular.
Desta forma, é muito importante entender ao certo o que é, como acontece e quando buscar o médico para tratar a síndrome. Prossiga com o conteúdo e cesse possíveis dúvidas. Boa leitura.

O que é a síndrome de má absorção?

A Síndrome de Má Absorção Intestinal acontece quando o intestino delgado não consegue absorver certos nutrientes, como lipídios, vitaminas, proteínas, carboidratos, entre outros. Pode acontecer em apenas um tipo de nutriente ou pode acontecer com vários (o que depende diretamente do tipo de patologia que está envolvida na causa do problema).

Os tipos de má absorção

São considerados hoje dois tipos de má absorção do intestino delgado.

O primeiro pode ocorrer por insuficiência na produção das enzimas digestivas dos sucos digestivos (responsáveis pela digestão dos nutrientes), e são produzidas pelo fígado, pâncreas e estômago. A digestão é prejudicada quando alguma doença afeta esses órgãos, como obstrução do ducto biliar, deficiência na produção da enzima lactase, gastrite atrófica, pancreatite, etc , pois há diminuição na produção das enzimas digestivas.

Já o segundo tipo é quando a alteração ocorre na própria mucosa do intestino. Tais alterações podem incluir a doença de Crohn, infecções locais, Espru tropical, doença celíaca, doença de Whipple, retocolite ulcerativa, tumores na região do intestino delgado, entre outras patologias.  

Causas

Acima você acompanhou os tipos e algumas das doenças que podem causar a má absorção do intestino delgado. Porém, as causas podem ser variadas em função de cada nutriente que o organismo não consegue absorver, sendo elas:

Má absorção de ferro

Neste caso pode ocorrer em pacientes que apresentam doença de Crohn, retocolite ulcerativa e também a doença celíaca.  

Má absorção de gorduras

Pacientes que apresentam obstrução do ducto biliar, doença celíaca, pancreatite e espru tropical podem apresentar a má absorção de gorduras.

Má absorção de vitamina B12

A principal causa da má absorção desta vitamina é a gastrite atrófica, que pode levar o paciente a um quadro de anemia perniciosa.
Além disso, em alguns casos, pacientes que realizaram a cirurgia bariátrica também podem apresentar o problema.

Má absorção de proteínas

Neste caso, pacientes com doença de Chron, retocolite ulcerativa e acrodermatite enteropática podem apresentar o problema.

Má absorção de lactose

A deficiência congênita da produção da enzima lactase é a principal causa da má absorção de lactose no organismo, e também pode ser adquirida. É uma condição que pode levar o paciente a intolerância à lactose.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco podem aumentar as chances do desenvolvimento da má absorção, como:

  • Uso desregrado de bebidas alcoólicas;
  • Pacientes submetidos a cirurgia de retirada parcial do intestino ou estômago;
  • Fatores genéticos e hereditariedade.

Informações:

  • O tratamento acontece de acordo com a causa da má absorção e deve ser recomendado por um especialista;
  • Os sintomas também podem variar de acordo com a causa, podendo incluir diarreia, dor abdominal, sangramento na gengiva, manchas roxas na pele, desidratação, entre outros;
  • Sempre citamos nos nossos conteúdos e vamos relembrar mais uma vez. As consultas e exames de rotina são fundamentais para garantir o diagnóstico precoce e a prevenção de uma série de doenças, como a má absorção, por isso mantenha suas consultas em dia.

Além do mais, ao notar qualquer incômodo e diferença no seu corpo, busque imediatamente o médico.

Cuidar da sua saúde é nossa prioridade. Para ler outros conteúdos informativos, continue lendo os materiais do nosso blog ou acesse as nossas redes sociais. Até o próximo conteúdo!