(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Preste atenção quando vai ao banheiro: problemas no intestino

Preste atenção quando vai ao banheiro: problemas no intestino

A quantidade de vezes em que você vai ao banheiro diz muito mais sobre seu organismo do que você imagina.
A frequência do nosso hábito intestinal está intimamente ligada aos tipos de alimentos e quantidade de líquidos ingeridos diariamente, mas não só a isso. Ela pode estar associada também a enfermidades ou até a momentos de estresse.

Problemas no intestino

Se você evacua mais de 3 vezes ao dia ou menos de 2 a 3 vezes por semana, fique atento e reavalie alguns aspectos, como:

Como está a sua ingestão de líquidos?

O consumo ideal de água, água de coco, sucos e chás deve ultrapassar 2L ao dia.

Sua alimentação diária inclui fibras?

Deve haver uma ingestão adequada de verduras e legumes crus, cereais e frutas, pois são alimentos ricos em fibras.

Você respeita a vontade de evacuar?

Segurar a vontade pode ser muito prejudicial.

Fica fazendo outras coisas enquanto evacua?

Também é importante estar focado na evacuação, e não usar aparelhos eletrônicos ou fazer leituras durante o ato.

Sabe a melhor posição para evacuar?

Há uma maneira correta de sentar no vaso sanitário, de preferência com as pernas apoiadas sobre uma superfície mais alta que o chão

Faz muito esforço para eliminar as fezes?

A dificuldade em evacuar está ligada a falta de hidratação e de fibras nas fezes.

Observa a forma e textura das fezes após eliminá-las?

Fezes saudáveis são uniformes, homogêneas e afundam na água. Se as suas são fragmentadas ou em bolinhas, boiam no vaso ou tem sangue, fique mais atento.

Fica completamente esvaziado ao fim da evacuação?

Não é comum ter a sensação de que não eliminou todo o conteúdo fecal ao fim da evacuação.

Sente dores ou cólicas abdominais ao evacuar?

Dores podem indicar algum problema no sistema digestivo.

Tem interferências no funcionamento intestinal?

Estresse e preocupações, por exemplo, podem ser causas de mau funcionamento.
Se identificou alguns desses aspectos na sua rotina de evacuação, não hesite em procurar um coloproctologista para uma adequada avaliação e orientação. Esse profissional é habilitado para ajudar a buscar causas e soluções para um mau funcionamento do intestino.