(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Tudo o que você precisa saber sobre a fissura anal

Tudo o que você precisa saber sobre a fissura anal

O que você já ouviu falar sobre a fissura anal? Sabe especificamente o que é? Como acontece o problema? O que é importante fazer para tratar? Não?! Então preste atenção no nosso conteúdo de hoje e veja tudo o que você precisa conhecer sobre a fissura anal!

A fissura anal

É uma doença que é caracterizada simplesmente por uma ferida que pode surgir, como o nome diz, na região anal. É muito comum surgir apenas uma ferida no paciente, mas em casos específicos ele pode apresentar mais de uma.
Pode ser classificada em aguda e crônica.
Outra informação importante é que, diferente de algumas patologias, a fissura anal acontece tanto em mulheres quanto em homens.

E o que pode causar a fissura anal?

As causas podem ser consideradas diversas, mas tendem a incluir:

– Variados episódios de fezes moles;
– Defecar fezes muito duras e/ou muito grandes;
– Trauma, por inserção de objetos, por exemplo;
– Inflamação que pode ocorrer no fim do intestino grosso;
-Doenças sexualmente transmissíveis etc.

Tipos de fissura anal

Conforme conversamos, existem dois tipos de fissura anal:  a aguda e a crônica.

Fissura anal aguda

É um corte mais ‘superficial’, com bordos que não apresentam fibrose e normalmente possui um tempo de evolução menor, de até 15 dias.

Fissura anal crônica

Neste tipo de fissura a ferida torna-se uma úlcera de fácil reconhecimento pelo médico especialista. Pode apresentar endurecimento dos bordos e fibrose, e possui um tempo maior de evolução. Apresenta um espessamento da pele na sua extremidade, chamado de plicoma sentinela.

Os sintomas podem facilitar o reconhecimento?

Em grande parte dos casos o próprio paciente pode reconhecer o problema, já que os sintomas incluem:

– Sangramento anal no papel ou gotejante no vaso;
– Dor no ânus – que muitas vezes pode fazer com que o paciente pense ser hemorroidas;
– Coceira anal.

É fundamental ressaltar que a dor pode durar alguns minutos, algumas horas ou pode aparecer apenas quando a pessoa está defecando.

Principais informações

Para que você tire, de uma só vez, as suas dúvidas veja alguns pontos relevantes sobre a fissura anal:

Como o médico pode reconhecer a fissura anal?

Em grande parte dos casos o médico reconhece a fissura anal apenas ao examinar o ânus (já que a ferida algumas características fáceis de reconhecer). 

Em casos mais específicos e/ou complexos, o médico pode realizar um exame com o auxilio de um instrumento chamado anuscópico – que é um tubo curto que auxilia na visualização da região anal . 

E como é realizado o tratamento da fissura anal?

O tratamento varia entre a fissura anal crônica e a aguda e também com a sintomatologia no paciente.

Normalmente, são receitadas algumas mudanças na alimentação (aumento da ingestão de líquidos e fibras), pomadas locais e outros tipos de medicações a depender do caso,  além de banho de assento em água morna.

Esperamos que o conteúdo de hoje do CCD tenha te ajudado a entender de maneira completa o que é a fissura anal. Lembre-se que você pode contar com nossos profissionais para cessar suas dúvidas ou para te atender. Agende sua consulta e até o próximo conteúdo.