(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Obstrução intestinal é um problema sério ou não? Entenda

Obstrução intestinal é um problema sério ou não? Entenda

A obstrução intestinal é sim considerada uma questão séria de saúde, pois além da sua gravidade em si, ela pode significar o sintoma de doenças mais complexas. Em função deste fator, é fundamental entender o que é essa obstrução, como ela se forma no organismo e o que deve ser levado em consideração, já que pode ser um fator determinante na hora do diagnóstico. Ao longo o nosso conteúdo de hoje você vai entender mais sobre o assunto. Prossiga com a leitura.

O que é a obstrução intestinal?

Como o próprio nome já explica, a obstrução intestinal é um impedimento da passagem de gases e ou fezes pelo intestino. Acontece em função de uma diminuição parcial ou total da luz intestinal, como por exemplo na presença de tumores, bridas intestinais e até mesmo inflamações.

É muito comum que a pessoa apresente sintomas que facilitem o reconhecimento da obstrução intestinal, como a dificuldade de evacuar ou eliminar os gases, náuseas, inchaço abdominal e também dor na região abdominal.

Uma questão de grande relevância é que quando acontece a obstrução os gases e as fezes acabam se acumulando. Isso aumenta a pressão dentro do intestino e pode provocar alguns problemas, com o risco de graves complicações no órgão. Uma das principais complicações é a chamada perfuração intestinal, que pode causar infecção generalizada no paciente, podendo causar até a morte.

Esse é um dos grandes motivos da doença ser considerado um problema sério.
Quando existe qualquer suspeita de obstrução no intestino, é indispensável buscar o médico imediatamente para ter a confirmação do diagnóstico. O tratamento deve ser iniciado rapidamente, uma vez que se a pessoa estiver sem tratamento, as partes bloqueadas do intestino podem sofrer isquemia pela falta de aporte sanguíneo.

Quais são as possíveis causas?

As causas do problema são consideradas variadas. Dentre elas, as mais comuns são:

  • Hérnias;
  • Diverticulite;
  • Torção do intestino;
  • Bridas intestinais – que são consideradas aderências de alças ou outros órgãos na parede do intestino;
  • Isquemia do intestino;
  • Intoxicação por chumbo;
  • Acúmulo de vermes (bolo de áscaris);
  • Enterite por radiação no tratamento de câncer;
  • Endometriose intestinal;
  • Tumores intestinais – principalmente os que acontecem na região do intestino grosso;
  • Câncer de cólon e de reto;
  • Doenças inflamatórias do intestino – como a doença de Crohn  e Retocolite;
  • Cálculos biliares que podem pressionar algumas regiões do intestino bloqueando assim o fluxo das fezes;
  • Aderências intestinais;
  • Paralisia dos movimentos intestinais;
  • Intussuscepção do intestino.

É essencial deixar claro que algumas dessas doenças acabam causando uma obstrução completa e considerada abrupta do intestino. Mas de modo geral, todos os casos necessitam de tratamento adequado e específico o mais rápido possível.

Sintomas

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa mais podem incluir:

A intensidade dos sintomas pode variar de acordo com o local afetado no intestino. Por exemplo, se for mais no centro, os sintomas podem ser diferentes dos sintomas apresentados no fim do intestino. Outro fator importante é que a doença que causou a obstrução também pode apresentar sintomas variados.

Existem fatores de risco para o desenvolvimento da obstrução intestinal?

Dentre os fatores de risco estão:

  • Pacientes que possuem a doença de Crohn ou Retocolite
  • Câncer no abdômen;
  • Cirurgia pélvica ou abdominal que causam aderências intestinais.

Informações sobre o problema:

  • O tratamento varia de acordo com a localização e a gravidade dos sintomas;
  • Ao notar qualquer um dos sintomas, é indispensável buscar o médico sem realizar a automedicação. Esse procedimento pode complicar ainda mais o problema;
  • O médico pode solicitar alguns exames para confirmar o diagnóstico, como raio-x abdominal, exames de sangue e tomografia computadorizada do abdômen;
  • Existe prevenção dependendo da causa da obstrução. De modo geral, é recomendado uma dieta adequada, rica em nutrientes, líquidos e fibras. Além disso, é essencial praticar atividades físicas regularmente e buscar o médico para realizar exames e consultas de rotinas.

O que achou do nosso conteúdo de hoje? Nosso objetivo é te informar e te ajudar a entender mais sobre questões de saúde e do seu corpo. Esperamos que tenha gostado do material. Se foi útil para você, compartilhe em suas redes sociais. Para acompanhar outros assuntos relevantes, continue no nosso blog. Até o próximo conteúdo.