(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Quais são as consequências de ficar longas horas sem se alimentar?

Quais são as consequências de ficar longas horas sem se alimentar?

Pode ser por questão estética, por buscar emagrecimento ou por falta de apetite, mas independente do motivo, é muito comum encontrarmos pessoas que passam muito tempo em jejum. Este é um hábito considerado comum, porém pode causar uma série de problemas ao organismo.

Quer saber quais são estes problemas? Prossiga com a leitura do nosso conteúdo de hoje e entenda mais sobre o assunto.

Ficar ou não longas horas sem se alimentar?

A resposta é óbvia: você não deve ficar longas horas sem se alimentar, diferente do que muita gente imagina.

O motivo disso é que quanto mais tempo a pessoa fica sem ingerir alimentos mais o organismo precisa usar as reservas de glicose, fazendo com que elas reduzam mais do que o necessário, ocasionando assim diversas questões, como a hipoglicemia.

Além do mais, com essa reserva “menor” o corpo tende a começar a economizar energia, entrando em um estado de alerta. Com isso, a pessoa pode apresentar alguns incômodos, como cansaço de moderado a extremo, sensação de irritabilidade, tremores e até mesmo a confusão mental.

Principais informações

Separamos um apanhado com as principais informações que devem ser levadas em consideração na hora da alimentação, facilitando que você entenda a importância de não passar grandes períodos em jejum. Acompanhe:

Qual o prazo máximo que uma pessoa pode ficar sem se alimentar?

As primeiras quatro (4) horas após uma refeição são importantes para que o organismo absorva todas as substâncias ingeridas. Após este período, os nutrientes vão “sumindo” da circulação sanguínea.

Desta forma, é sinal de que é hora de ter uma nova refeição.
Se após quatro horas o corpo continuar sem a ingestão de novos alimentos, pode começar a ocorrer algumas alterações metabólicas, como a diminuição da glicose, citada acima.

Além de fazer mal ao corpo, a falta de glicose para quem deseja emagrecer pode ser ainda mais prejudicial, já que esta falta pode causar abundância de grelina e proporcionar ataques de gula.

O que acontece se a pessoa ficar em jejum frequentemente?

Neste caso é ainda pior. Ficar frequentemente em jejum pode causar problemas mais sérios, como obesidade, diabetes tipo 2 e também gordura no fígado.

O que deve ser feito?

O ideal para garantir saúde e uma vida longe das doenças citadas é buscar por um profissional nutricionista para ter uma dieta específica para o seu metabolismo, facilitando assim que você coma, mesmo que em pequenas quantidades, nos horários corretos.

Além do mais, é fundamental que a alimentação seja regrada de nutrientes e vitaminas, já que não adianta ter uma alimentação constante, mas rica em gordura. Isso além de ser extremamente prejudicial, causando questões como o colesterol alto, também pode aumentar as chances de sobrepeso e obesidade.

Lembre-se que para ter saúde é importante cuidar do corpo como um todo. Para isso você pode contar com os profissionais do CCD! Para maiores informações, deixe seu comentário aqui ou nas nossas redes sociais. Até o próximo conteúdo!