(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Entenda o que é a isquemia intestinal

Entenda o que é a isquemia intestinal

A isquemia intestinal, também conhecida por infarto intestinal, é um problema sério e que pode causar consequências graves, mas que é pouco falado. Por isso, vamos te explicar um pouco mais sobre o assunto, cessar possíveis dúvidas e te ajudar a entender bem o tema. Prossiga com a leitura.

A isquemia intestinal

É importante deixar claro que a maior parte das isquemias acontecem em função de uma artéria que leva o sangue diretamente para o intestino. Quando ela é bloqueada por uma espécie de coágulo, a passagem do sangue com oxigênio fica comprometida, levando à morte dessa parte do organismo. Com isso, a pessoa pode apresentar alguns sintomas, como vômito, febre e intensa dor na região abdominal.

Outro local que também pode ocasionar o infarto do intestino é uma veia que fica localizada na região do mesentério – local por onde passam os vasos que suprem o intestino e os gânglios linfáticos. Nesse caso, o sangue não sai do intestino para retornar  ao fígado e, com isso, o sangue com oxigênio não circula no intestino como deveria, resultando nas consequências de infarto da artéria.

Como citado, é uma urgência médica, ou seja, ao notar qualquer sintoma de isquemia é indispensável procurar o médico para, caso confirmado o diagnóstico, iniciar o tratamento adequado o quanto antes, evitando que uma parte maior do intestino seja afetada. É um problema grave, porém, com o tratamento correto é possível amenizar as consequências do problema.

Quais são os sintomas que facilitam o reconhecimento da isquemia intestinal?

Os sintomas da isquemia podem surgir de maneira repentina ou podem ter o desenvolvimento lento ao longo dos dias, o que varia da gravidade do problema e do tamanho da região que foi afetada.

Por isso, os sinais devem ser notados e informados ao médico. Dentre os principais sintomas estão:

  • Diarreia;
  • Sangue nas fezes;
  • Sensação de inchaço na região abdominal;
  • Dor abdominal intensa – que pode piorar com o passar do tempo;
  • Febre acima de 38ºC.

Como é feito o diagnóstico?

Para ter um diagnóstico exato sobre o problema, é importante antes de tudo informar ao médico os sintomas apresentados.
O médico pode solicitar uma série de exames específicos para ajudar no diagnóstico, como exames de imagem , exames de sangue, exames endoscópicos ou arteriografia.
Alguns dos exames são solicitados para verificar se os sintomas apresentados são em função da isquemia ou de alguma outra patologia, como apendicite, problemas no trato digestivo, úlceras, etc.

Quais são as possíveis causas?

Embora a isquemia intestinal seja considerada uma situação rara, ela pode ocorrer com maior facilidade nos seguintes grupos:

  • Idade superior a 60 anos;
  • Pessoas que apresentam doenças como Colite Ulcerativa e Doença de Crohn;
  • Pessoas com câncer no sistema digestivo;
  • Pessoas com nível de colesterol elevado.
  • Cardiopatas

Além dos fatores citados, mulheres que usam pílula anticoncepcional também apresentaraim um risco da formação de coágulos,  podendo desenvolver assim casos de infarto no intestino. Mas esta é uma doença bem mais comum em idosos.
Lembre-se que assim como qualquer outra doença, o diagnóstico precoce pode garantir um bom tratamento.
Se o material foi útil para você, compartilhe nas suas redes sociais e informe outras pessoas sobre o tema. Até o próximo conteúdo.