(61) 99214-9954

(61) 3272-0016

contato@ccddf.com.br

Entenda tudo sobre gastrite

Entenda tudo sobre gastrite

O desconforto causado pela gastrite pode acabar com o dia de qualquer um.  Seu sintoma mais clássico é uma dor aguda que costuma se localizar na parte superior do abdome , e tem propensão a se espalhar para outras regiões vizinhas. Além dessa dor, sintomas como indigestão, queimação e azia costumam fazer parte das queixas, bem como náuseas e perda de apetite. Neste artigo vamos te explicar tudo sobre a gastrite, acompanhe.

O que é e como se manifesta a gastrite?

A gastrite consiste em uma inflamação na parede internas do estômago, podendo acometer toda a mucosa estomacal interna ou apenas uma parte dela.

Pode ser que a inflamação seja leve ou intensa, chegando a comprometer seriamente o órgão Existem os quadros de  gastrite erosivaque podem causar sangramentos e úlceras.

Diferença entre gastrite e úlcera

Enquanto a gastrite é um processo de inflamação na mucosa do estômago, a úlcera já é uma ferida formada, causada pelo ácido gástrico produzido no estômago que entra em contato com a mucosa desprotegida. O que ocorre é um desequilíbrio entre os fatores protetores  e os agressores.

Há casos onde a gastrite, quando não bem acompanhada e tratada, evolui para uma úlcera. De início os sintomas de ambas as doenças são muito semelhantes, e para identificar qual é o caso é necessário fazer exames, dentre eles o de Endoscopia Digestiva.

O que causa a gastrite?

A gastrite costuma ser classificada como aguda ou crônica. No primeiro caso, os sintomas começam de repente e, se tratada, é curada rapidamente. Há duas possibilidades de causa para esse quadro: a primeira é a bactéria Helicobacter Pylori, e a segunda uma irritação na mucosa estomacal provocada por exemplo pela ingestão de bebidas alcoólicas.

Já a gastrite crônica é um pouco mais complexa, pois se desenvolve gradativamente, e pode gerar repercussões sistêmicas como a anemia por exemplo, seu tratamento pode ser mais difícil.

É possível que apresente três fases: superficial, atrófica e atrofia gástrica. Nessa primeira, considerada leve, apenas uma parte do estômago é afetada. Na segunda já se apresenta inflamação mais avançada. Na última, toda a parede do estômago sofre com a inflamação, em um processo muito doloroso.

Dentre as causas práticas está o uso excessivo de medicações, tal como analgésicos ou anti-inflamatórios. Consumo excessivo de bebidas alcóolicas ou drogas químicas também pode ser um fator, bem como doenças autoimunes onde os anticorpos atacam as células que compõem a mucosa do estômago.

Estresse gera gastrite?

Muito se fala de estresse como causador de gastrite, e ele pode sim ser um fator que desperte inflamações no estômago. O que acontece neste caso é que, no estado de estresse, o corpo libera hormônios (cortisol e adrenalina) em excesso, que podem desequilibrar os fatores protetores e os agressores.

Tratamento

O tratamento da gastrite inclui não só administração de medicamentos, mas também mudanças na alimentação e stilo de vida . Quando numa endoscopia é identificado o agente H. Pilory , é preciso tomar antibióticos o que deve ser feito sob orientação médica.

A gastrite tem cura, mas nada impede que ela volte em outro momento, por isso é importante que uma pessoa com gastrite esteja sempre atenta a seus hábitos e fazendo acompanhamento com um gastroenterologista. O CCD-DF é referência nessa especialidade.