(61) 98114-2227

(61) 3965-3333

contato@ccddf.com.br

Doença de Graves: entenda o que é e como acontece

Doença de Graves: entenda o que é e como acontece

Um problema pouco falado, mas que pode interferir de forma direta em algumas questões – como o hipertireoidismo -, a Doença de Graves é caracterizada pelo excesso de hormônios na tireoide.

É considerada uma doença autoimune, que significa que as próprias células de defesa do organismo passam a atacar a tireoide e alteram o seu funcionamento de forma direta.

Para entender um pouco mais sobre o problema e diminuir possíveis dúvidas sobre o assunto, prossiga com a leitura do conteúdo.

Doença de Graves: possíveis dúvidas

Um fator extremamente relevante e que deve ser levado em consideração quando o assunto é a Doença de Graves, é que a doença é considerada a principal causa do hipertireoidismo. Atinge, em sua maioria, mais mulheres do que homens. É um problema que ocorre principalmente entre os 20 e os 50 anos, mas pode surgir em todas as idades.

É fundamental ressaltar que a Doença de Graves possui tratamento e pode ser controlada, mas para isso é indispensável buscar por um médico especialista, já que o tratamento inclui o uso de remédios e até mesmo terapias.

Principais sintomas

Existem uma série de sintomas que facilitam o reconhecimento da Doença de Graves, mas alguns deles podem ter relação direta com a gravidade da doença, a duração, a sensibilidade do paciente em excesso de hormônios e até mesmo a idade pode ter interferência direta.
De modo geral os sintomas são:

  • Calor excessivo e suor;
  • Palpitações  – que podem ser de baixa ou grande intensidade;
  • Perda de peso, independente do apetite;
  • Irritabilidade e nervosismo constantes;
  • Hiperatividade;
  • Diarréia;
  • Para mulheres a menstruação pode ser irregular e a libido pode diminuir;
  • Fraqueza muscular;
  • Alterações visíveis nos olhos, como lacrimejamento constante, visão dupla, olhos salientes e coceira;
  • Inchaço na garganta – em função do aumento da tireóide;
  • Excesso de urina;
  • Em homens pode acontecer a ginecomastia – que é o crescimento irregular dos seios;
  • Lesões na pele – conhecidas por Dermopatia de Graves ou mixedema pré tibial.

Nos idosos os sintomas podem surgir de maneira mais simples e até mesmo de modo sutil. Nesse caso é essencial redobrar o cuidado e buscar por um médico para saber se o problema é a Doença de Graves ou não.

Dado considerável: algumas informações são importantes para facilitar o diagnóstico, o tratamento e até mesmo o reconhecimento do problema. De modo geral, é fundamental evitar a automedicação e buscar por um médico Endocrinologista ao notar qualquer um dos sintomas citados.

Informações relevantes

  • O diagnóstico do problema geralmente é feito através de uma avaliação dos sintomas apresentados pelo paciente, além de exames laboratoriais de sangue – como exame de sangue TSH e T4 -, e exames de imunologia para verificar se existem ou não anticorpos no sangue;
  • Em alguns casos o médico pode pedir alguns exames específicos, como cintilografia da tireoide, ressonância magnética e tomografia computadorizada;
  • Quando os sintomas do problema atingem os olhos, é possível que além dos medicamentos específicos para a tireoide, o médico receite medicamentos específicos para os olhos, como pomadas e colírios.

Assim como todas as doenças que atingem a tireoide, é essencial que o tratamento seja feito com cuidado e constância para evitar problemas maiores no futuro. Se o conteúdo foi útil para você, compartilhe nas suas redes sociais e informe outras pessoas sobre o tema. Para continuar acompanhando materiais informativos como esse, acompanhe as atualizações semanais do Blog do CCD.